Saiba a importância da Consultoria em Marketplace

Saiba a importância da Consultoria em Marketplace

consultoria marketplaceNos últimos anos, quando falamos em compras online, os marketplaces figuram entre os sites mais visitados do mundo. Essas plataformas de ofertas de produtos e serviços permitem que seu negócio tenha muito mais visibilidade, fazendo com que seus produtos sejam encontrados com muito mais facilidade pelo seu cliente.

Porém, ingressar nos maiores marketplaces do Brasil não é tarefa das mais fáceis. A primeira coisa a se pensar é onde vender seu produto, afinal, existem diferentes players operando seus marketplaces, além de cada marketplace tem um nicho e público alvo diferente.

 

Principais marketplaces do Brasil

B2W – o maior e-commerce da América Latina, que atua por meio das marcas: Americanas.com, Submarino e Shoptime. Eles recebem, juntos, mais de 450 milhões de pageviews mensalmente.

Via Varejo (antiga CNOVA) – Reúne os sites Casas Bahia, Ponto Frio, Cdiscount e Extra. Juntos recebem mais de 65 milhões de visitas por mês.

Walmart – A rede americana possui cerca de 540 lojas físicas operando em todo o Brasil. Nos últimos anos, ampliou sua operação para o marketplace. Possui 30 diferentes categorias e serviços em todo o território nacional.

Mercado Livre – É o principal marketplace em atividade no Brasil e está entre os maiores canais de e-commerce no mundo. É, sem dúvida, uma das plataformas mais utilizadas por lojistas e comerciantes para realizar vendas online, possuindo mais de 1.500 lojas oficias de grandes marcas. Atualmente existem mais de 2800 categorias e subcategorias de produtos que podem receber anúncios.

GFG (Global Fashion Group) – Reúne as marcas Dafiti, Dafiti Sports, Kanui e Tricae. É um gigantesco e-commerce criado pelas empresas de investimento AB Kinnevik e Rocket Internet AG, que envolve ainda outras quatro lojas virtuais também consolidadas em mercados emergentes: Jabong (Índia), Lamoda (Rússia), Namshi (Oriente Médio) e Zalora (Ásia e Austrália). Combinadas, as cinco lojas virtuais somam uma valoração de 2,7 bilhões de euros (R$ 8,64 bilhões) para a GFG.

A marca opera nos cinco continentes, atuando em 23 países que, juntos, somam uma população de mais de 2,5 bilhões de pessoas conectadas e comprando via comércio eletrônico.

Elo7 – É o maior marketplace de produtos artesanais do Brasil. Oferece ao pequeno produtor uma solução completa para comercialização de suas criações, com sistema de gerenciamento de vendas e plataforma de pagamento integrada.

Centauro – Possui uma variedade em tênis, equipamentos, acessórios e roupas para esportes com as melhores ofertas em produtos Nike, Adidas, Mizuno, Asics e Puma

Netshoes – É um comércio eletrônico brasileiro de artigos esportivos fundado em fevereiro de 2000. Possui centros de distribuições no Brasil, Argentina e México e administra lojas oficiais dos clubes de futebol como Santos Futebol Clube, Corinthians, São Paulo Futebol Clube, Palmeiras, Cruzeiro, e muitos outros.

Zattini – É uma loja online de moda do Grupo Netshoes. Em um ano de operação, ela saltou de 12 mil produtos distribuídos entre 70 marcas para 40 mil artigos de 300 marcas. Em 2015, o e-commerce de moda faturou mais de 100 milhões de reais.

Na verdade, esses são os principais marketplaces, mas existem muitos outros potenciais canais de vendas.

Claro que, com esses dados, não há dúvida que esses eles são um universo de possibilidades de vendas, não é mesmo?

Então, se pretende atuar nesse mercado, você precisa saber quais são os passos e procedimentos para entrar nos marketplaces. E, é a partir daí, que entra a Consultoria em Marketplace.

A Advice e-Commerce oferece aos nossos clientes, consultoria em todos os processos de inserção da sua loja virtual nos marketplaces:

  • Análise de entrada com um consultor especializado, que estudará, de forma aprofundada, toda a viabilidade do projeto, ou seja, se sua loja virtual tem ou não o perfil para o marketplace;
  • Potencial de vendas e quais canais serão mais rentáveis para o cliente. Produtos commodities ou nicho. Quais os marketplaces que sua loja pode vender;
  • Qual tipo de empresa pode vender nesses canais, como é feito a entrada desse lojista, acompanhamento desse processo. Qual é o investimento inicial necessário e quanto será cobrado do cliente por venda;
  • Quais as ferramentas que o lojista precisa, integrações, ERP (Enterprise Resource Planning), HUB’s. Como automatizar essas vendas de forma simples e fácil para gestão de estoque e precificação.
  • Como o cadastro de produtos será feito em cada canal, melhores práticas, uso de descrição, HTML, informações técnicas e garantia.
  • Criação e configuração da loja internamente, com nome, logo, políticas de privacidade, política de devolução, leis e CDC, devoluções e trocas.
  • Início das operações, como primeira venda, processo de faturamento, informação ao cliente, organização de estoque e expedição do produto com Correios ou Transportadora.
  • Estratégias de como vender mais, precificação, concorrentes, volume de vendas, fluxo de caixa, margem de lucro, rentabilidade, SAC, suporte ao cliente, garantias, entre outros.

Se a partir deste texto você sentiu a necessidade de uma Consultoria em Marketlace, entre em contato com a Advice e-Commerce.

 

Data: 24/01/2017 Autor: Advice e-Commerce

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Instagram

Postagens