ERP de loja física pode ter um bom e-commerce nativo nele?

ERP de loja física pode ter um bom e-commerce nativo nele?

assinatura jairo blog 2 259x300 1Um dos grandes problemas enfrentados pelos lojistas do mercado físico na sua passagem para o digital está relacionado ao ERP (Enterprise Resource Planning). Isso acontece devido à dificuldade dos softwares de gestão de lojas, seja de pequeno ou grande porte, de entender como funciona a mecânica de loja virtual e as necessidades que cada operação vai apresentar.

Um dos principais vilões é de cara a integração desse ERP de loja física com as plataformas de loja virtual mais utilizadas do mercado. E é nesse aspecto que nascem as lojas virtuais dos ERP’s.

Primeiramente, a intenção não é generalizar e cravar que nenhum ERP de loja física pode ter uma boa plataforma de e-commerce atrelada a ela. Na verdade, a intenção é ponderar o que você deve verificar antes de aderir a essa extensão como expansão do seu negócio.

Então, confira os 5 aspectos que você precisa levar em consideração:

7 motivos para sua empresa ter um erp vinhasoft

1 – Layout customizável

Primeiro ponto é ele ter uma interface customizável e que contenha uma boa experiência para o usuário. Compare o layout que está sendo apresentado para você com outras lojas do mesmo segmento que pretende abrir. Isso é imprescindível, para que você tenha uma loja bonita e funcional.

2 – Integrações com formas de pagamento

A plataforma tem que ter, pelo menos, três opções de formas de pagamento nativas dentro dela, como Mercado Pago, Pagseguro e Paypal. Somado a isso, é preciso ter opção para colocar a forma de pagamento diretamente com o adquirente, como Cielo e Rede, via gateway de pagamento, além de ter integração com sistema de antifraude, como Fcontrol e ClearSale.

Essas condições são primordiais para uma plataforma, sem isso, possivelmente a forma de pagamento será logo mais um limitador do seu crescimento.

3 – Integrações logísticas

Além dos Correios, você precisa que a plataforma possa ler planilhas de frete de transportadoras ou até mesmo, se possível, integrar com Gateways de Frete, como Intelipost e Frenet. Isso pode se tornar um terror para você, caso ela não consiga opções além dos Correios.

4 – Marketplace é essencial no momento.

A plataforma deve ter integração com os principais HUB’s do mercado, como Anymarket, Pluggto, 00K, entre outros. Isso vai propiciar uma expansão rápida de canais de venda, aumentando substancialmente seu faturamento digital em um curto espaço de tempo.

Por mais que as empresas digam que não é tão necessário, exija essa integração nativa no ERP e/ou plataforma oferecida.

5 – Emissão de Etiquetas para Correios e NF

Dentro do backoffice da plataforma, você deve ter uma opção de identificar os pedidos oriundos do digital e ter facilmente a opção para realizar toda a separação, faturamento em NFe e emissão de etiqueta dos Correios.

Sem isso, você terá que ter um outro ERP para fazer e isso vai ser completamente inviável.

Bom, esses são algumas dicas que você precisa levar em consideração antes de aderir a essa extensão como expansão do seu negócio. Antes de mais nada, avalie todos esses aspectos.

A Agência Advice possui profissionais altamente qualificados que te auxiliam em todo processo de implantação de um e-commerce. Quer mais detalhes?

Acesse o nosso site e conheça nossos serviços.

Revisão: Angélica Helena

Autor: 21/09/2018

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Instagram

Postagens